Multimodalidade + Sustentabilidade

20 DE JUNHO DE 2017 -PUBLICADO POR https://carbonozerocourier.com.br em Pensamento Verde

Acredite: é muito mais barato transportar um contêiner de produtos da China para o Brasil, do que levá-los de um armazém para as casas dos consumidores em uma metrópole.

Esse trecho final, também conhecido como última milha, é sempre o mais complexo e caro do percurso, seja para uma empresa de eletricidade, telefonia ou transportadora.

As transportadoras há tempos adotam a multimodalidade, que é a combinação de etapas marítimas, ferroviárias e rodoviárias. Mas, se no passado os critérios para escolha do modal de transporte eram apenas os de eficiência (capacidade carga, custo e velocidade), hoje as empresas começam a considerar o impacto ambiental. Não fazem isso por serem boazinhas, mas por pressão de seus clientes, cada vez mais conscientes e exigentes do que estão comprando.

Um produto vindo da China, Europa ou Estados Unidos chegará ao Brasil de avião ou navio, desembarcará no porto ou aeroporto e irá para São Paulo de caminhão, não há muito o que escolher. Mas, ao chegar à capital paulista, existem alternativas sustentáveis para realizar a última milha, como bicicletas e veículos elétricos.

Rápidos e eficientes, cada vez mais os ciclistas vêm distribuindo produtos para empresas de vários portes e mercados como o e-commerce. Congestionamentos e estacionamentos lotados, que são gargalos para veículos motorizados, não atrapalham os bike couriers que transportam especialmente roupas, livros, cosméticos, eletrônicos, documentos e alimentos. Além da eficiência, oferecem sustentabilidade.

Cada entrega que deixa de ser feita por um motoboy ou caminhonete e vai em uma bicicleta, evita a emissão de barulho e de diversos poluentes, principalmente o CO2, causador do chamado efeito estufa.

Um interessante efeito colateral da entrega sustentável é a surpresa e satisfação de alguém quando vê que sua mercadoria chegou de bicicleta. O biker quase sempre é recebido com um sorriso de admiração!

Planejamento logístico recompensado por eficiência, sustentabilidade e, claro, economia. Veículos elétricos melhoram o barulho e a poluição. Bicicletas reduzem os custos das empresas que utilizam com inteligência esse modal.
O fim das entregas do e-SEDEX abre uma imensa oportunidade para que sua substituição seja feita por empresas sustentáveis e eficientes.